sábado, 27 de março de 2010

Entrevista

Ao Professor

Em que momento da sua carreira você sentiu mais dificuldade?
Acredito que logo no início da carreira, pois a própria faculdade não dá o aporte necessário para que você ministre aulas e, na realidade você vai conquistando isso no decorrer do tempo, pegando experiência, aprendendo alguma coisa aqui, outra ali e com formações pedagógicas.

Como é ser professor de Educação Física? É o que você esperava?
É uma profissão fascinante, porém agente se depara em cada época da vida da gente (fases) com clientelas bastante diferentes e distintas. E isso passa a ser atrativo, pois as mudanças das sociedades são freqüentes e você tem que acompanhar essas mudanças, sob a ótica de ficar para trás.

O que é mais gratificante nessa profissão?
Acho que é em qualquer uma SER RECONHECIDO na tua sociedade. Isso ocorreu comigo sempre por onde andei, demora um pouco claro, mas com seriedade e sinceridade você consegue. Porque a dedicação tem que ser com amor, fervor e emoção.

Para você, qual a importância da Educação Física na escola?
Contribuir na formação deste cidadão autônomo, ser crítico, ser atuante, questionador, mas também tem que ser participativo, e esses são os grandes lances na e da disciplina. A cultura corporal desmistificou muito a questão do esporte propriamente dito, e isso tem melhorado as propostas curriculares e pedagógicas da Educação Física Escolar. Temas Transversais e temas geradores são importantes no desenvolvimento do ser humano. Assim como as lutas, os jogos, as danças, as ginásticas e o esporte. Também contribuir no desenvolvimento dos valores humanos: honestidade, solidariedade, companheirismo, respeito às regras, ética, dentre outros.

Como o professor pode por meio de atividades resgatar alunos envolvidos com drogas e violências?
Primeiro o professor tem que conhecer seus alunos, mostrar-se acima de tudo um amigo. A sua função é de ajudar no desenvolvimento de cada um como pessoa. Ter conhecimento sobre os assuntos para poder abordá-los de forma sólida passando a ser um diferencial substancial. Ensinar padrões de comportamentos aceitos pela sociedade. Não julgá-los, mas mostrar-lhes caminhos diferentes, motivá-los, valorizá-los como cidadãos. È trabalho árduo, difícil, mas não impossível. Legal sempre trabalhar esses temas, envolvendo-os em discussões e até mesmo em apresentações culturais, esportivas, científicas, fazendo com eles sintam-se importantes no meio em que vivem, pois eles mesmos já se excluem.

O que você faz para identificar quando um aluno está com algum desvio de comportamento por problemas emocionais? Você tem algum aluno em conflito com a lei?
Às vezes eu abordo o(a) aluno(a) perguntando se quer dividir comigo alguma coisa, e que pode confiar na minha condição de educador e formador, pois posso ajudar-lhe dando  opinião, sugestão ou até tecendo alguma crítica, neste momento é importante você sempre ter uma relação de respeito, fica mais fácil você lidar com essas situações, se o profissional passar segurança e firmeza ao aluno. Poderá ocorrer situações “dele” mesmo procurar-te. 

Na escola iremos trabalhar com vários alunos. No seu caso como é lidar com vários grupos de pessoas?
Não podemos fugir à regra, professores sempre estarão rodeados de várias cabeças e de várias sentenças, porém cabe ao professor ajustar suas falas, suas opiniões, sua postura de acordo com as necessidades que vão aparecendo no dia-a-dia. Uma das coisas mais difíceis que tem é você fazer sempre tudo correto, pois você é querendo ou não um exemplo de vida, de profissão, de homem, de pai, de filho, de irmão, de cidadão em fim.

Você tem algum projeto específico para seus alunos? Como você elabora tais projetos (com base no que)? Tem apoio da escola e do Governo?
Temos propostas pedagógicas, propostas curriculares que vão de encontro com as necessidades que as pessoas têm em tomar como informação e transformá-la em conhecimentos. Mas é claro que sempre se trabalha alguma coisa em forma de projeto disciplinar, interdisciplinar ou multidisciplinar. Recentemente no Ensino Médio na Escola de Ensino Fundamental e Médio Mons. José Gerardo Ferreira Gomes, elaborei um projeto voltado para às áreas do conhecimento envolvendo todas as disciplinas para trabalhar a Copa do Mundo. Foi aceito por todos que fazem a escola. Já trabalhei com projetos sobre Drogas lícitas e ilícitas, Cultura Corporal do Movimento, dentre outras. É importante este tipo de metodologia e estratégia fortaleça o aprendizado e que se tenha uma relação professor/aluno condizente com uma práxis escolar (ação-reflexão-ação). Onde com os projetos todos aprendem, todos fazem, todos participam.

Você como profissional sabe que o EDUCADOR FÍSICO é a representação da saúde na escola, mas em  muitas escolas não é dado o devido respeito. Como você vê isso? E na escola que você leciona ocorre este fato?
O respeito é de acordo com a postura profissional que você emprega no seu cotidiano escolar.  Eu, sempre fui exigente comigo mesmo, imagine com os outros! Procuro ser estudioso, pesquisador, orientador, disciplinado com horários, cumpridor dos deveres, aplicado, determinado e preocupado com a aprendizagem do aluno. Acho que o aluno sabe fazer a leitura de cada professor... aquele com quem pode chegar atrasado, daquele que faz de conta dar aulas, daquele que não planeja, daquele que não tem fundamentações teóricas, daquelas aulas chatas sem pé e sem cabeça, dentre outros aspectos.

A Educação Física é da área da saúde, ela ajuda a promover a saúde, o faz dela responsável pela saúde social, física e psicológica, seguindo o Código de Ética. Quais são os meios que você utiliza para chegar a esse objetivo?
Na verdade a Educação física é da área da saúde como Profissão. Porém na escola, a educação física é um componente curricular da educação básica, e faz parte da área de linguagens e códigos e suas tecnologias. Porém e naturalmente, utilizando o foco e o teor da Educação Física como uma profissão da área da saúde, procuro desenvolver na escola conteúdos voltados para a qualidade de vida, destacando doenças possíveis pela falta de entendimento e compreensão sobre alguns aspectos importantes na vida de cada pessoa (obesidade, sedentarismo, ociosidade, hipertensão arterial, diabetes, problemas cardiovasculares, respiratórios, dentre vários outros. A saúde promovida pelas atividades regulares, pela alimentação regular e equilibrada, com a vida social ajustada, trazem para o cidadão  neste sentido possibilidades normais e naturais de obter longevidade.

Que benefícios a disciplina tem em seu local de trabalho?
Diria que na escola de ensino fundamental, ela não é vista como uma disciplina importante. Ela é mais uma. Porém, pelo fato de estar nesta escola apenas por três meses, tenho muito que fazer pelos alunos e pela disciplina “educação física” pois se tem uma cultura enraizada de que apenas Português e Matemática é importante.
Já em relação ao Ensino Médio, outra escola que leciono e, esta fazendo parte da rede estadual de ensino, percebo que tenho espaço e apoio para implementar projetos na escola. Tenho trabalhado com vários temas, temas polêmicos e ao mesmo tempo está nas mídias constantemente, e exploraremos através de seminários apresentados pelos próprios alunos. Claro e evidente que antes tivemos uma rodada de informações oferecidas por mim (professor) e teremos uma pesquisa realizada pelos alunos sobre Obesidade, sedentarismo, padrões de beleza, anorexia nervosa, anorexia alcoólica, nutrição, desnutrição e bulimia nervosa. Também estaremos desenvolvendo um projeto interdisciplinar sobre a Copa do Mundo, e envolveremos todas as disciplinas. Teremos como praxe, destacar a utilização da Frequência Cardíaca Máxima e Índice de Massa Corporal. Entender que o corpo é o principal patrimônio que cada pessoa tem.

METODOLOGIA DE APLICAÇÃO

Quais são as condições de trabalho dos espaços destinados as aulas?
Em relação às aulas práticas na Escola de Ensino Médio existem espaços, mas são pequenos, porém não tira as possibilidades de trabalharmos com responsabilidade. Em relação à Escola Municipal, que estrutura! Mas, necessita-se de uma pequena revitalizada  na quadra em seus implementos. As salas de aulas, são normais em ambas. Em relação ao Ensino Médio ainda temos outros ambientes que fortalecem a aprendizagem, caso do Laboratório Escolar de Informática e da Sala de vídeo.

Quais as modalidades esportivas trabalhadas com os alunos?
Em relação ao Ensino Fundamental (município) tenho trabalhado nestes dois meses jogos/brincadeiras. No ensino médio as aulas iniciaram recentemente, a proposta é iniciar com atletismo, e eleger outras formas baseados nos PCN, como: lutas, ginásticas, danças, jogos e esportes.

A escola dispõe de materiais adequados para que seu trabalho possa ter melhor desempenho?
Tem, mas não é a ideal. Falta muita coisa e, como sempre temos que improvisar e sermos criativos.

Como são as aulas práticas? E as teóricas?
As aulas práticas acontecem no mesmo turno que o aluno estuda (caso do município), enquanto que na escola do estado é no contra turno. Aulas de 50 minutos cada. Alunos do Ensino Fundamental estão bitolados apenas a Futsal (gol pequeno) e as meninas com a brincadeira Carimbo. Em relação ao Ensino Médio, ainda os alunos pensam que estão no passado, ou seja, não têm responsabilidade no comparecimento as aulas e, isso tem atrapalhado em muito nosso trabalho. Tenho convicção em mudar essa situação. Nas aulas teóricas, abordamos temas voltados para saúde física, psíquica e social.

Como é o aquecimento que você utiliza antes de começar uma aula prática?
Normalmente inicio com alongamentos partindo de baixo para cima ou vice-versa.

O que não  pode faltar nas suas aulas?
Aluno inspirado e com vontade de aprender.

UM CONSELHO PARA NOSSA EQUIPE DO 1º PERÍODO DE EDUCAÇÃO FÍSICA/ LICENCIATURA.
Sejam eternos pesquisadores, estudem constantemente, exijam de seus professores, participem de cursos/eventos sempre que puderem, não faltem aulas, faltando não deixem de buscar o perdido, façam sempre suas atividades de qualquer natureza, façam com que nossa categoria seja respeitada nesta sociedade, principalmente utilizando como conduta e postura a ética, o respeito, o cumprimento dos deveres, a solidariedade, o companheirismo, em fim, que na verdade vocês não aceitem que a Educação Física seja apenas uma disciplina da Educação Básica.

Abraços
   
Prof. Raul Vaz da Silva Neto

Um comentário:

  1. Gostei da entrevista...
    Revela a visão concreta e positiva de um profissional que atua com responsabilidade nesta área (Educação Física) ainda tão deixada de lado como disciplina curricular...

    Antonilda

    ResponderExcluir

Transformando Suor em Ouro - Bernardinho NO VOLEI E NA VIDA

Frases extraídas de seu livro:


Compreender a importância da instrução no desenvolvimento cultural e profissional.

Dedicar-se com obstinação, na busca de um objetivo.

Entender a paixão como fator essencial de motivação.

Superar as limitações pessoais pela disciplina.

Nunca esquecer que a vaidade é inimiga do espírito de equipe.

Buscar o "brilho da vitória" no olhar de seus colaboradores.

Trabalhar a perseverança, a obstinação, não desistindo nem recuando diante de obstáculos.

Desenvolver o senso de observação.

Entender que o sentido de coletividade é mais importante do que eventuais centelhas individuais.

Combater o desperdício de talento.

Falhe ao planejar e estará planejando falhar.

Monitorar constantemente sua vaidade.

Treinar ao nível extremo significa desenvolver ao máximo sua capacidade de realização.

Detectar e desenvolver talentos é uma das principais atribuições do líder.

Estudar, ler, observar, questionar constituem o processo de preparação.

Assumir o desafio de, ao encontrar um time pronto, conquistar as pessoas e fazer delas o "SEU" Time.

Lembrar-se sempre de que o talento, por si só, não basta.

Boas performances dependem de conteúdo (fruto de preparação) + entusiasmo (fruto da paixão).

Encarar os desafios como grandes oportunidades.

Não prometer o que não pode ou não pretende cumprir.

Entender a importância de todas as peças, mesmo as "consideradas" menos importantes.

Criar metas ideais.

Acreditar na força transformadora do efeito pigmalião (quanto mais o chefe mostrar que acredita no potencial de seus colaboradores e se dedicar a eles, maior será sua produtividade)

Não rotular as pessoas.

Concertrar-se no condicionamento, nos fundamentos e na união para a formação de uma equipe vitoriosa.

Trabalhar para fortalecer a parte emocional, de forma a não perder o foco na execução de uma tarefa.

Tentar entender os porquês de uma derrota, assumir suas responsabilidades e seguir em frente.

Inconformismo, insatisfação - sem isso, não se dá um passo à frente.

Não existem atalhos para o sucesso, mas o trabalho intenso é a estrada mais curta.

Errar na forma é aceitável, mas nunca na intenção.

O questionamento é uma grande fonte de crescimento, e o crescimento permanente, uma grande fonte de satisfação.

Entender a importância do trabalho em equipe (Team Work)

Incentivar lideranças.

Manter a motivação sempre elevada.

Preservar e buscar se superar constantemente.

Trabalhar o comprometimento e a cumplicidade entre as peças da "grande engrenagem".

Disciplina e Ética são hábitos que perpetuam os bons resultados.

Assumir responsabilidades e tentar extrair lições das derrotas para não repetir os erros.

O verdadeiro líder deve se manter sempre atento aos seus colaboradores.

Tentar evitar as armadilhas do sucesso.

Ter consciência coletiva exige desprendimento, solidariedade, companheirismo e espírito de equipe.

Uma equipe nem sempre é formada pelos melhores, mais capazes, mas sim pelos colaboradores certos.

Uma equipe vencedora tem sempre bons reservas.

Ter senso de urgência. (realizar cada tarefa como se fosse a mais importante. Jogar cada ponto como se fosse o decisivo.)

Entender que a condição de favoritismo atribuída a nós por outros deve servir como sinal de alerta.

Saber que as vitórias do passado só garantem uma coisa: grandes expectativas e maiores responsabilidades.

Criar zonas de desconforto para afugentar a armadilha do sucesso e testar o comprometimento dos vitoriosos.

Conscientizar-se de que o verdadeiro campeão controla a vaidade para que, como um autêntico TEAM PLAYER, eleve o nível de atuação de todos à sua volta.

Um trabalho de preparação meticuloso é o caminho mais curto para a vitória.

É importante que os "primeiros da classe" se preparem com a mesma intensidade daqueles que os perseguem, caso contrário serão alcançados e provavelmente ultrapassados.

Optar pelas pessoas certas e não pelas mais talentosas.

Focar no trabalho de equipe.

Fomentar as lideranças no grupo.

Treinamento extremo. (nada substitui o treinamento)

Buscar equilíbrio entre cobranças e condições externas.

Atenção ao sucesso e suas armadilhas.

Buscar constantemente a excelência.

Bernadinho, Técnico da Seleção Brasileira de Vôlei - Masculino Adulto.




Loading...

TEM WORK

"Se não houver paixão, se não houver comprometimento, tudo o mais é inútil".

"A Expectativa gera responsabilidade, o que leva à necessidade de mais trabalho e a uma atenção ainda maior aos detalhes".

"O Sucesso tem muitos pais, mas o fracasso é quase órfão".