sexta-feira, 29 de julho de 2011

Curiosidades Olímpicas

  • Nos I Jogos Olímpicos da Era Modera, em 1896, o grego Spyridon Louis venceu a maratona, que na época tinha um percurso de aproximadamente 40 km, e tornou-se o primeiro grande ídolo olímpico. Louis venceu a maratona acompanhado de seu cachorro Zeus, a quem dedicou a sua vitória.
  • Diz a lenda (literalmente) que nos jogos olímpicos da Grécia Antiga, os atletas competiam nus e as mulheres não podiam competir e nem assistir. Certa ocasião, uma mulher decidida a ver seu filho competir, disfarçou-se de treinador. No final da competição, porém, a mulher não se agüentou ao ver a vitória de seu filho. Pulou a cerca toda entusiasmada e.. perdeu o disfarce. A partir de então, até os treinadores precisavam estar nus durante as competições.
  • O Brasil quase ficou fora dos Jogos de Los Angeles, em 1932, por falta de verba. O governo brasileiro buscou uma saída bastante original: os atletas deveriam trabalhar em um navio da marinha mercante transportando 55 mil sacas de café, com o compromisso de vender o produto em todos os portos do caminho até chegar em Los Angeles. Infelizmente os atletas não venderam a quantidade de café necessária. Ao chegar no porto de San Pedro, perto de Los Angeles, os dirigentes da delegação brasileira descobriram que apenas 32 atletas poderiam desembarcar, pois as autoridades locais cobravam um dólar por passageiro desembarcado e a delegação tinha somente 32 dólares. Já os que viajaram por conta própria conseguiram disputar os Jogos.
  • O pentatlo moderno estreou nos Jogos Olímpicos de 1912. O esporte, que tem suas cinco modalidades disputadas no mesmo dia, surgiu a partir de uma lenda que conta a história de um soldado encarregado de levar uma mensagem. Ele começa a viagem a cavalo (hipismo), mas logo foi obrigado a desmontar e enfrentar bandidos num duelo de espadas (esgrima). O soldado escapa, mas tem que abrir caminho no campo inimigo a tiros (tiro esportivo). Depois disso, ainda cruza um rio a nado (natação) e atravessa um bosque correndo (corrida) antes de chegar ao destino. 

    COINadia Comaneci
    ­
  • As notas obtidas pela ginasta romena Nadia Comaneci nas barras assimétricas, na Olimpíada de Montreal, em 1976, tiveram que ser anunciadas pelo microfone, e não pelo placar eletrônico, como se fazia normalmente. O problema é que o placar estava programado para exibir uma nota máxima de 9,99 e a romena de 14 anos foi a primeira atleta olímpica a ganhar nota 10 na ginástica artística. E essa foi apenas a primeira de sete notas 10 que Nadia Comaneci receberia em Montreal.
  • Os Estados Unidos, liderados pelo presidente Jim Carter, boicotaram os Jogos Olímpicos de Moscou, em 1980. Outros países também aderiram ao boicote, como a República Federal Alemã, o Canadá, o Japão e a China. Apesar do boicote, 5.353 atletas, de 81 outros países, participaram dos Jogos.
  • O protagonista do mais famoso caso de doping em Jogos Olímpicos, é o velocista canadense Ben Johnson. O atleta, que foi campeão dos 100 m rasos nos Jogos de Seul, em 1988, foi pego no exame antidoping que detectou a presença de esteróides anabolizantes. Johnson ficou dois anos afastados das competições. Ao voltar às competições, dois anos mais tarde, o atleta foi novamente pego usando substâncias proibidas, sendo afastado definitivamente do atletismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Transformando Suor em Ouro - Bernardinho NO VOLEI E NA VIDA

Frases extraídas de seu livro:


Compreender a importância da instrução no desenvolvimento cultural e profissional.

Dedicar-se com obstinação, na busca de um objetivo.

Entender a paixão como fator essencial de motivação.

Superar as limitações pessoais pela disciplina.

Nunca esquecer que a vaidade é inimiga do espírito de equipe.

Buscar o "brilho da vitória" no olhar de seus colaboradores.

Trabalhar a perseverança, a obstinação, não desistindo nem recuando diante de obstáculos.

Desenvolver o senso de observação.

Entender que o sentido de coletividade é mais importante do que eventuais centelhas individuais.

Combater o desperdício de talento.

Falhe ao planejar e estará planejando falhar.

Monitorar constantemente sua vaidade.

Treinar ao nível extremo significa desenvolver ao máximo sua capacidade de realização.

Detectar e desenvolver talentos é uma das principais atribuições do líder.

Estudar, ler, observar, questionar constituem o processo de preparação.

Assumir o desafio de, ao encontrar um time pronto, conquistar as pessoas e fazer delas o "SEU" Time.

Lembrar-se sempre de que o talento, por si só, não basta.

Boas performances dependem de conteúdo (fruto de preparação) + entusiasmo (fruto da paixão).

Encarar os desafios como grandes oportunidades.

Não prometer o que não pode ou não pretende cumprir.

Entender a importância de todas as peças, mesmo as "consideradas" menos importantes.

Criar metas ideais.

Acreditar na força transformadora do efeito pigmalião (quanto mais o chefe mostrar que acredita no potencial de seus colaboradores e se dedicar a eles, maior será sua produtividade)

Não rotular as pessoas.

Concertrar-se no condicionamento, nos fundamentos e na união para a formação de uma equipe vitoriosa.

Trabalhar para fortalecer a parte emocional, de forma a não perder o foco na execução de uma tarefa.

Tentar entender os porquês de uma derrota, assumir suas responsabilidades e seguir em frente.

Inconformismo, insatisfação - sem isso, não se dá um passo à frente.

Não existem atalhos para o sucesso, mas o trabalho intenso é a estrada mais curta.

Errar na forma é aceitável, mas nunca na intenção.

O questionamento é uma grande fonte de crescimento, e o crescimento permanente, uma grande fonte de satisfação.

Entender a importância do trabalho em equipe (Team Work)

Incentivar lideranças.

Manter a motivação sempre elevada.

Preservar e buscar se superar constantemente.

Trabalhar o comprometimento e a cumplicidade entre as peças da "grande engrenagem".

Disciplina e Ética são hábitos que perpetuam os bons resultados.

Assumir responsabilidades e tentar extrair lições das derrotas para não repetir os erros.

O verdadeiro líder deve se manter sempre atento aos seus colaboradores.

Tentar evitar as armadilhas do sucesso.

Ter consciência coletiva exige desprendimento, solidariedade, companheirismo e espírito de equipe.

Uma equipe nem sempre é formada pelos melhores, mais capazes, mas sim pelos colaboradores certos.

Uma equipe vencedora tem sempre bons reservas.

Ter senso de urgência. (realizar cada tarefa como se fosse a mais importante. Jogar cada ponto como se fosse o decisivo.)

Entender que a condição de favoritismo atribuída a nós por outros deve servir como sinal de alerta.

Saber que as vitórias do passado só garantem uma coisa: grandes expectativas e maiores responsabilidades.

Criar zonas de desconforto para afugentar a armadilha do sucesso e testar o comprometimento dos vitoriosos.

Conscientizar-se de que o verdadeiro campeão controla a vaidade para que, como um autêntico TEAM PLAYER, eleve o nível de atuação de todos à sua volta.

Um trabalho de preparação meticuloso é o caminho mais curto para a vitória.

É importante que os "primeiros da classe" se preparem com a mesma intensidade daqueles que os perseguem, caso contrário serão alcançados e provavelmente ultrapassados.

Optar pelas pessoas certas e não pelas mais talentosas.

Focar no trabalho de equipe.

Fomentar as lideranças no grupo.

Treinamento extremo. (nada substitui o treinamento)

Buscar equilíbrio entre cobranças e condições externas.

Atenção ao sucesso e suas armadilhas.

Buscar constantemente a excelência.

Bernadinho, Técnico da Seleção Brasileira de Vôlei - Masculino Adulto.




Loading...

TEM WORK

"Se não houver paixão, se não houver comprometimento, tudo o mais é inútil".

"A Expectativa gera responsabilidade, o que leva à necessidade de mais trabalho e a uma atenção ainda maior aos detalhes".

"O Sucesso tem muitos pais, mas o fracasso é quase órfão".